Ir para o conteúdo

A Voz Juvenil Julho ’15

E edição de Julho d’A Voz Juvenil  já está disponível!

Adquira a nossa publicação, gratuitamente, no Centro Juvenil de São José e fique a conhecer mais sobre a nossa casa.

O CJSJ na Feira Afonsina

O Centro Juvenil de São José participou, nos dias 26, 27 e 28 na Feira Afonsina de Guimarães.

Trabalhadores e Jovens estiveram numa banca a viver o espírito da Época Medieval, e não perderam oportunidade de visitar todo o espaço que acolheu a Feira.

Este ano, a iniciativa superou as expectativas da organização, recebendo cerca de 300 mil pessoas.

Aos que visitaram a Banca do Centro Juvenil de São José, a organização agradece.

13 de Junho: 100 anos de Centro Juvenil de São José

O Centro Juvenil de São José comemorou, no dia 13 de Junho, Cem anos de existência.

A ocasião foi celebrada com uma Sessão Solene, onde estiveram presentes diversas entidades ilustres vimaranenses, e também com uma missa celebrada pelo Arcebispo de Braga, D. Jorge Ortiga.

Na próxima edição d’A Voz Juvenil fazemos a reportagem de todos os acontecimentos deste dia especial.

Deixamo-vos com uma fotorreportagem do evento.

Passeio de Bicicleta dia 1 de Portugal

O Centro Juvenil de São José faz parte da Iniciativa Passeio de Bicicleta Dia 1 de Portugal.

Como se pode ler no site da Associação de Ciclismo do Minho, a promotora do evento:

“Estão abertas as inscrições para o Passeio de Bicicleta “Dia 1 de Portugal” a realizar no dia 24 de junho, em Guimarães. A iniciativa integra este ano as comemorações do centenário do Centro Juvenil de São José.
A participação no Passeio Dia 1 de Portugal é gratuita e os participantes terão direito a uma t-shirt oficial. As inscrições podem ser efetuadas online”

Para proceder à inscrição deverão aceder à seguinte ligação: http://www.acm.pt/index.php?cat=resultados&subcat=prova&id=1049

O Centro Juvenil vai marcar presença. E vocês?

Contamos convosco.

Creche celebrou Dia Mundial da Criança

No dia 1 de Junho, a Creche Rosas Amorim Vieira comemorou o Dia Mundial da Criança de uma forma especial. Em ambiente de euforia, as crianças brincavam nos insufláveis no Pátio da Creche, colocados propositadamente para aquele dia.

O Dia foi passado em atividades lúdicas. O sol permitiu às crianças e educadoras usufruir das potencialidades das diversões colocadas. Mesmo as crianças do Berçário estiveram um pouco a aproveitar as boas temperaturas.

Houve ainda uma lanche especial para as crianças, com batatas-fritas e sumos, comidas que habitualmente não estão no menu oferecido pela Creche.

A Voz Juvenil Maio ’15

Na Quarta Edição d’A Voz Juvenil, fazemos uma viagem pelos eventos do Centenário do Centro Juvenil de São José. Damos ainda a conhecer os Desportos onde estamos inseridos.

Se não conseguir ver a publicação, clique aqui.

CEM ANOS DE HISTÓRIA(S)

O Centro Juvenil de S. José é uma Instituição Particular de Solidariedade Social, sediada em Guimarães, dedicada ao acolhimento e inserção social de Crianças e Jovens sem o apoio familiar essencial ou em risco de exclusão social.

Tem capacidade para acolher e ter à sua responsabilidade, no seu Lar de Infância e Juventude (LIJ), cerca de 40 crianças e Jovens dos 6 aos 18 anos.

Esta Instituição de cariz social trabalha com os Jovens a sua integração social, pautando-se pelo desenvolvimento dos mesmos em vários níveis: intelectual, físico e moral.

Há 100 anos os benfeitores desta comunidade protagonizaram um ato magnânimo de solidariedade social ao promoverem a criação de uma nóvel instituição de proteção e formação da infância desvalida. Em plena República por cumprir, com problemas sociais nos quatro cantos do país, onde as crianças eram as principais vítimas, compreende-se, com respeito, a mui nobre ação de um grupo de eméritos vimaranenses que tornaram coletiva e pública a sua vontade de construírem uma instituição com tão nobres e dignos princípios de solidariedade social, de tal forma coesos e bem-intencionados.

Souberam durante um século criar uma qualidade de relacionamento, de partilha com outras instituições vimaranenses públicas e privadas que nunca sonegaram os apoios e os préstimos necessários para construir um projecto de formação de jovens com dignidade e futuro.

Passaram por aqui muitas vidas, muitas histórias que se ajudaram a consertar. Foi dado rumo à vida de milhares de Crianças e Jovens, cerca de 8500. Existe muito carinho de quem cá esteve, por esta Casa. Foi um suporte, o local que lhes deu todos os valores que transportam para a sua vida “lá fora”. Prima-se por educar Homens bons, trabalhadores, com força de vontade e esforço para se tornarem bem-sucedidos.

Quando D. Domingos da Silva Gonçalves, o fundador desta Instituição, começou esta caminhada, queria apenas dar apoio e suporte às crianças mais pobres e desfavorecidas. O regime de internato fazia com que tivessem uma educação plena, com dignidade e sem fome. Hoje, há mais projetos em vista. Nos últimos anos acrescentou-se mais à Casa. Fruto da Doação de um edifício na Freguesia de Jugueiros, foi criada, em 2012, uma resposta social: uma creche que acolhe crianças desde o berçário até aos três anos. Em 2013 os efeitos da tendência para deixar os Jovens com as famílias ao invés da Institucionalização já se fazia sentir. O Centro Juvenil, que já chegara a ter 130 Jovens acolhidos, tinha disponíveis uma série de camas e espaços que deixaram de ser precisos ao Lar de Infância e Juventude. Por isso, surgiu a ideia de criar um Hostel, uma atividade económica que está à disposição dos cidadãos. Neste momento está estabelecido um protocolo com o Vitória Sport Club e os Jovens das camadas Jovens estão hospedados no Hostel Oficinas de São José. Do tempo em que esta Instituição se chamava ‘Oficinas de São José’, nome usado antes do 25 de Abril de 1974, e como ainda hoje somos conhecidos por muitos vimaranenses, ficou a nossa Gráfica, cujos serviços são de venda ao público.

O Centro Juvenil de São José está carregado de Histórias. Nem tudo foi bom, isento de adversidades. No entanto, o que fica na memória não são os maus momentos, mas sim os sorrisos transmitidos, os carinhos, a proximidade que criada com as Crianças e Jovens. Aqui, hoje e sempre, o Centro Juvenil de São José é uma Família.